Assuntos contábeis foram abordados na Marcha durante fórum

Alertas sobre recursos para programas e determinações legais foram feitos aos prefeitos
10/07/2013
Reajuste do PAB foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, 11
11/07/2013
Exibir Tudo

logocnm-150x100

 

Com palestras sobre a convergência da nova contabilidade e o Plano de Contas e Demonstrações Contábeis, o IV Fórum dos Contadores ocorreu na tarde desta quarta-feira, 10 de julho. O encontro foi promovido pela área técnica de Contabilidade da Confederação Nacional de Municípios (CNM), durante a XVI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

Na ocasião, a Matriz de Saldos Contábeis e Depreciação foram mencionadas. Também foi apresentada a publicação da Instrução de Procedimentos Contábeis (IPC 00), que deve auxiliar os entes da Federação na implantação dos principais procedimentos da Nova Contabilidade Pública. A medida objetiva orientar os profissionais de contabilidade na execução dos registros e na elaboração das demonstrações contábeis a partir da adoção das novas práticas contábeis aplicadas ao setor público.

Além da equipe técnica da CNM, participaram do Fórum o gerente de projetos da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Bruno de Sousa Simões, o coordenador geral de Contas da STN, Leonardo Silveira do Nascimento, e o diretor da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI), Jose Rafael.

Sistema de Informações
De acordo com o gerente de projetos da STN, o Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi) é uma ferramenta que gera informações informatizadas e consolidadas a respeito da execução financeira e orçamentária de todos os entes nacionais, por esfera de governo. Apesar de obter pontos positivos, ainda existem algumas correções a serem feitas.

O sistema deve ser colocado em uso – nos próximos anos – para atender, facilitar, dar velocidade e eficiência dos dados a serem coletados. Ele estará ligado ao Sistema de Coleta de Dados Contábeis dos Entes da Federação (SISTN), e deve ser melhorado para a demanda de relatórios como o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) e o Relatório de Gestão Fiscal (RGF).

Outros assuntos foram abordados. Além disso, dúvidas foram sanadas e foi entregue aos participantes o material produzido pela CNM para orientar os gestores municipais. Também foi aplicada uma pesquisa sobre as dificuldades e adversidades encontradas pelos gestores na área. A partir do resultado, a CNM pretende promover capacitação e treinamento das situações pontuais.

 

Fonte: CNM / Quinta-feira, 11 de Julho de 2013 – 

https://www.cnm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=23427&catid=34&Itemid=170