TCE- SP e USP fazem campeonato em busca de solução para monitorar ODS

Publicado decreto que regulamenta o pregão eletrônico para aquisição e contratação comuns
24/09/2019
TCE-MG-Sicom disponibiliza versões atualizadas do plano de contas
25/09/2019
Exibir Tudo

 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) e a Universidade de São Paulo (USP) promovem, entre os dias 5 e 19 de outubro, uma maratona de programação voltada ao desenvolvimento de soluções tecnológicas para o acompanhamento da evolução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Estado.

Batizado de ‘DeepHack 2019’, o hackathon é organizado pela CodeLab Initiative – grupo de extensão universitária criado para incentivar a inovação tecnológica e formado por três unidades da USP: Butantã, São Carlos e Leste. O tema dessa edição será ‘Identificando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030 da ONU, a partir de dados do TCESP’.

Espaços criados para a experimentação de novos projetos, os hackathons estimulam a criatividade e a resolução de problemas em um curto espaço de tempo.

“No Tribunal, queremos, cada vez mais, usar a tecnologia em benefício da população. Com o auxílio da ferramenta apropriada, podemos aprimorar o trabalho do TCE, otimizando recursos e aumentando nossa efetividade. Por isso, a ideia é que seja desenvolvido um mecanismo simples e de fácil manuseio que nos ajude a examinar a enorme quantidade de dados que dispomos”, explica Manuela Prado Leitão, Coordenadora do Observatório do Futuro, núcleo do TCE responsável pelo acompanhamento dos ODS nos Municípios do Estado.

Durante o desafio, serão analisadas informações do TCESP relacionadas aos objetivos 6 (Água Potável e Saneamento), 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) e 12 (Consumo e Produção Responsáveis), todos vinculados aos resíduos sólidos – tema central de estudo do Observatório do Futuro neste ano.

Os ODS fazem parte da chamada Agenda 2030, compromisso global formado por 17 objetivos e 169 metas fundamentados nos três pilares do desenvolvimento sustentável: crescimento econômico, inclusão social e proteção ao meio ambiente.

. Maratona remota

Serão disponibilizadas 50 vagas para a competição, disputada apenas em equipes de até três pessoas. Mas não é necessário ter um time para se inscrever, já que grupos poderão ser formados durante o próprio evento.

Jurados definidos pelos organizadores do `DeepHack 2019` vão escolher os vencedores _todos proprietários de suas respectivas criações, a partir de critérios como criatividade, design, impacto da solução e funcionamento.

“Essa é uma oportunidade incrível para que interessados em tecnologia possam colocar suas ideias em prática e ainda contribuir para o aperfeiçoamento do serviço público, em benefício de toda a sociedade”, afirma a coordenadora do Observatório do Futuro.

O concurso, que ocorre remotamente, terá apenas 2 (dois) momentos presenciais. No dia 5 de outubro, durante a abertura, os concorrentes participarão de palestras sobre ciência de dados, inteligência artificial e aprendizado de máquina. Já no encerramento, no dia 19, apresentarão suas soluções. A premiação acontecerá na mesma data.

As inscrições para o evento podem ser feitas até às 22h00 desta terça-feira (24/9) por meio do link https://deephack.xyz.

Clique para se inscrever

 

Fonte: TCE-SP / Terça-feira, 24 de Setembro de 2019 – 

https://www.tce.sp.gov.br/6524-tce-e-usp-fazem-campeonato-busca-solucao-para-monitorar-ods